quarta-feira, 10 de julho de 2013

CLBI - Centro de Lançamento da Barreira do Inferno participou do rastreamento do veículo espacial Russo Soyuz

Soyuz


Às 6h da terça-feira (25), o CLBI estava guarnecido e apontava suas antenas em direção ao gigante russo estacionado em Sinnamary, na Guiana Francesa, após um dia inteiro de testes entre as seis estações da cadeia operacional equatorial. Às 16h25, o veículo foi lançado.

Além de Galliot (Guiana Francesa), Ascension (Atlântico Sul), Libreville (Gabão) e Malindi (Quênia), mais uma estação compôs a cadeia de rastreamento: Perth (Hawaí). Esse conjunto de estações trabalhando em sincronia permitiu a compreensão da viagem do veículo em torno da Terra, com dupla visibilidade para alguns meios e a ejeção dos satélites passageiros.

Para executar esse primeiro rastreamento do Soyuz equatorial, a estação de Natal foi a que mais sofreu modificações e também recebeu franceses e russos para complementar os trabalhos. Novos equipamentos foram instalados no sítio do CLBI e todos os procedimentos operacionais existentes tiveram que ser reeditados para incluir o modo de recepção das Telemedidas Soyuz.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...