quinta-feira, 4 de julho de 2013

Protesto de médicos interdita a avenida Paulista em São Paulo

Protesto de médicos


Um grupo de aproximadamente 5 mil médicos e profissionais da saúde - segundo previsão da Polícia Militar - fechou totalmente a avenida Paulista, no centro da capital paulista por volta da 16h40 desta quarta-feira (3), em protesto contra a entrada de médicos estrangeiros no País. Os dois sentidos da avenida chegaram a ser fechados em momentos distintos. O projeto do Ministério da Saúde alvo da manifestação pretende trazer profissionais de outros países para suprir a carência de médicos nas periferias e em pequenas cidades do interior do Brasil.

Segundo o presidente da Associação Paulista de Medicina, Florisval Meinão, a categoria é contra a vinda dos profissionais sem uma avaliação apropriada para a revalidação dos diplomas. “É um grande risco para a população. Com certeza de 80% a 90% deles [médicos da Espanha e Portugal] não tem conhecimento suficiente para trabalhar no nosso país”, disse.

Meinão defende que o governo federal amplie os investimentos no Sistema Único de Saúde (SUS) e reestruture um plano de carreiras para dar garantia aos médicos que forem trabalhar nas periferias e pequenas cidades do país.

Os manifestantes pretendem seguir até a sede da Presidência da República, também localizado na avenida Paulista, próximo à rua Augusta. O protesto recebeu o apoio de um grupo de estudantes e professores da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP), que saíram da Avenida Doutor Arnaldo para encontrar o restante da manifestação na Avenida Paulista.

Opinião do Blog: Considero o projeto do Ministério da Saúde muito bom, os médicos não querem trabalhar em cidades do interior ou periferias e estas populações ficam sem atendimento será que os médicos que estão nesta manifestação teriam coragem de ir trabalhar na Amazônia ou Pantanal e também os Médicos Estrangeiros tem conhecimento superior aos médicos Nacionais as faculdades Espanholas e Portuguesas são muito melhores que a maioria das Faculdades de medicina Brasileiras, então não existe justificativa valida para protestar contra o projeto do Ministério da Saúde, na realidade deveríamos protestar para o Ministério da Saúde inciar logo o Projeto.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...